Seja Bem-Vindo a Inova Implantes

Atendimento : Seg. a Sex. - 8h às 20h, Sáb. - 8h às 12h
  Contato : (64) 3455-2744 | Plantão 24h (64) 9272-6169

Inova Implantes

Saiba A Verdade Sobre O Chocolate X Saúde Bucal.

É impossível resistir à tentação durante o período da Páscoa. Ele ajuda a deixar seus dias mais doces, completa grande parte das sobremesas e seu gostinho até remete muitas lembranças da infância. Para todos os momentos, o chocolate se torna sempre uma boa pedida. O chocolate é um ingrediente que tem o poder de deixar as receitas ainda mais gostosas e visualmente irresistíveis, sem contar a vasta quantidade de opções disponíveis no mercado.

O chocolate é rico em substâncias químicas e a ingestão do doce provoca a liberação de serotonina e endorfina no cérebro favorecendo o bom humor. Possui vitaminas e minerais como: vitamina B3 e B5, potássio, magnésio, cobre, zinco, selênio e alto teor de compostos antioxidantes que contribuem para a saúde cerebral, inflamações, protege contra doenças cardiovasculares, diminui o LDL (colesterol ruim) e câncer. O chocolate contém cafeína e teobromina que ajudam a equilibrar o açúcar no sangue e auxilia na perda de peso, se consumido moderadamente.

Entretanto, por trás de tantas coisas boas, essa delícia sempre foi considerada a causa de muitas doenças bucais, como a cárie e os estímulos da sensibilidade dentária. Mas será que tudo que sempre ouvimos é verdade?

CHOCOLATE AMARGO FAZ BEM PARA OS DENTES?

Quando se trata de cáries, o mito de que o chocolate traz muitos problemas aos dentes se torna a preocupação número um de muitas pessoas, em especial para as crianças. A realidade é que todos os alimentos que contém carboidratos fermentais podem contribuir para a formação de cáries.

Um  detalhe importante para a prevenção à cárie é o consumo de chocolates meio amargo e ao leite. Eles contêm menos açúcar, diminuindo a produção do ácido prejudicial à saúde bucal. Ingerir produtos a base de cálcio, frutas, fibras, hortaliças, grãos integrais podem ajudar na prevenção da cárie. Para saborear sem peso na consciência é importante não exagerar. O consumo deve ser feito em quantidades pequenas e é fundamental manter uma boa escovação, sem eliminar o uso frequente do fio ou fita dental. Esse hábito evita a formação de cáries e doença gengival.

No geral, a concentração de cacau interfere na adição do açúcar, ingrediente que afeta a proliferação das bactérias produtoras do ácido responsável pela aparição da cárie. Por isso a recomendação é para o consumo do chocolate amargo. Se você ainda não tem o hábito, experiente!

SEM RECHEIO É MELHOR?

Os bombons recheados fazem muito sucesso, mas inspiram cuidados quando o assunto é saúde bucal. No geral, contêm muito açúcar e outros ingredientes que exigirão uma higienização impecável! A consistência também conta, pois eles costumam grudar nos dentes, dificultando a remoção.

Portanto na hora de escolher o seu ovo de páscoa, procure evitar os que trazem bombons recheados. Até porque é difícil comer um só.

CHOCOLATE ESTIMULA A SENSIBILIDADE NOS DENTES?

A sensibilidade dentária é um problema que afeta a polpa do dente. O cenário normalmente acontece quando o esmalte sofre um desgaste, deixando a dentina exposta. Por isso sentimos dor ao mastigar algum alimento quente, gelado, cítrico ou doce, como o próprio chocolate. Nesta situação,  o incômodo afeta mais os dentes traseiros, aqueles que sofrem com as lesões cariosas. Isso pode ocorrer em pacientes que possuem cárie dental ou restaurações com infiltrações. Por isso, se sentir algum desconforto, não hesite em procurar seu dentista para tratar o problema.

FREQUÊNCIA É MAIS PREOCUPANTE DO QUE A QUANTIDADE CONSUMIDA?

Como o chocolate tem propriedades que aumentam a sensação de bem-estar, é natural querer comer o tempo todo. Mas, para manter a saúde bucal em dia, o ideal é resistir à tentação, escolhendo apenas um momento do dia para o consumo.

Na verdade, o problema não está na quantidade a ser ingerida. Se você comeu um pedacinho de chocolate e esqueceu de escovar os dentes, o risco de ter cárie é o mesmo.  O que preocupa é a quantidade de tempo em que o dente fica exposto ao açúcar, e não o tamanho do chocolate que você devorou. No geral, Você pode comer o doce sem grandes preocupações. Só não se esqueça de fazer a higiene bucal em até 30 minutos após as refeições. Desta maneira você estará evitando a cárie e outros problemas bucais.

Para evitar cáries e outros males, o correto é fazer a higiene bucal sempre que se consome algum alimento.  Então, comendo a guloseima apenas uma vez por dia você não precisa fazer a higienização diversas vezes, o que facilita a manutenção do hábito.

TEM HORA CERTA?

O mais indicado é consumir o chocolate ou qualquer outro doce durante o dia. Isso porque no período noturno a produção da saliva é reduzida e é nela que está a maior quantidade de compostos antibacterianos.

Esses compostos são fundamentais para eliminar as bactérias que causam o ácido responsável pela aparição da cárie. O ideal ainda é que as porções sejam consumidas logo após as refeições, pois é mais uma forma de evitar a necessidade de repetição do processo de higiene bucal.  Segundo a Associação Brasileira de Odontologia (ABO), bastam apenas 15 minutos para que a placa bacteriana comece a agir. Assim, a escovação precisa ser feita até 15 minutos depois de o chocolate ser ingerido, especialmente antes de dormir, já que o fluxo salivar, que ajuda na limpeza, diminui durante o sono.

Quando os dentes ficam expostos por longos períodos aos açucares e substâncias ácidas, são literalmente ‘dissolvidos’ e precisam de tratamento rápido para evitar danos maiores.

HIGIENE BUCAL EM DIA SEMPRE EVITA PROBLEMAS!

Chocolate é uma delícia e faz bem, quando consumido com moderação. Portanto pode sim fazer parte do cardápio da Páscoa. Nas dicas anteriores mostramos quais são as melhores opções para preservar a saúde da sua boca, mas de todas elas a higienização é sempre a mais importante.

Fazer o uso diário da escova de dente, creme dental com flúor, fio dental e do enxaguante bucal é essencial para se afastar de problemas comuns como cárie e até de outras doenças mais sérias como gengivite, periodontite e até endocardite bacteriana.

Sem se esquecer  também das visitas regulares ao cirurgião-dentista, pois este é o profissional preparado para identificar e tratar os problemas da saúde bucal.

Para maiores informações deixe seu e-mail e mandaremos um e-book. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *