Seja Bem-Vindo a Inova Implantes

Atendimento : Seg. a Sex. - 8h às 20h, Sáb. - 8h às 12h
  Contato : (64) 3455-2744 | Plantão 24h (64) 9272-6169

Artigos

Protetor Bucal

Protetor Bucal Esportivo

Você pratica algum esporte? Toda e qualquer pratica, por mais simples que pareça, como jogar futebol, está sujeito a ocorrer acidentes que levem a lesões ou pancadas na boca.

Ideal para quem pratica esportes como judô, futebol, sumô, mountain bike, motocross, patins, e outros esportes suscetíveis a impactos ou acidentes. O protetor bucal tem a finalidade de proteger contra lesões e fratura nos dentes, bochecha ou outros danos na boca.

O protetor bucal é feito sob medida proporcionando ao esportista conforto, segurança e mobilidade. O dentista tira um molde de seus dentes, onde a partir desse molde é confeccionado o protetor. Flexíveis e ajustando de acordo com a arcada dentaria do esportivo não interferem na respiração ou fala.

ESPORTE

Além de não deslocarem na boca facilmente, o atleta não precisa se preocupar em perder o protetor durante a pratica esportiva. Vale lembrar que os protetores bucais também podem ser usados por crianças que praticam esportes ou atividades quem possam levar a acidentes ou lesões dentárias.

Ficou curioso? Pratica esporte e tem interesse em estar adquirindo o protetor bucal? Baixe nosso e-book e saiba as informações completas.

Saiba mais
anestesia odontologica

Anestesia sem dor?! Sim, é possível!

Medo de anestesia no dentista é coisa do passado!

A anestesia tem a função de anestesiar e evitar a dor na hora do procedimento. No dentista, é um dos grandes medos e receio dos pacientes. Muitos ao ver a agulha já começam a suar frio. Alguns pacientes chegam inclusive a dispensar a anestesia!

Atualmente há meios de se evitar o medo e incomodo através da anestesia computadorizada. Essa anestesia é feita com mais precisão, por anestesiar apenas o dente tratado, sem anestesiar os tecidos moles, evitando assim a dor na picada da agulha e os efeitos colaterais.

É importante ressaltar que anestesia, mesmo sem dor, não é indicada para todos os pacientes. Alguns pacientes merecem atenção especial:

  • Pacientes diabéticos;
  • Pacientes com problemas cardíacos ou hipertensos;
  • Pacientes com doenças sistêmicas;
  • Gestantes;

No consultório odontológico, antes de passar por determinado procedimento é feita a anamnese. A anamnese contem perguntas sobre a saúde geral do paciente. Se o mesmo toma ou possui alergia a algum medicamento, se possui alguma doença. É de extrema importância que o paciente responda todas as perguntas, e não omita nada do dentista.

A anestesia sem dor é uma novidade e grande procura entre os pacientes que desejam evitar a dor e incomodo na anestesia. Entre em contato conosco e saiba mais sobre o procedimento.

Saiba mais
escova de dentes

Quando trocar a sua escova de dentes?

É fundamental a higiene bucal no nosso dia a dia. Escova de dentes, fio dental e a visita ao dentista. Isso é algo que você, provavelmente, está “careca” de saber. Entretanto, apesar de todo o mundo saber, mais da metade dos brasileiros não visitam regularmente o dentista segundo o IBGE.

Em 2013 o IBGE divulgou que mais da metade dos brasileiros não trocam as escovas de dente regularmente.

escova de dentes

A escova de dente devem ser trocadas a cada 3 meses! Com o passar do tempo as cerdas da escova vão se desgastando, tornado menos eficiente na hora de limpar os restos de alimento nos dentes. É recomendável que após doenças como gripe ou infecções bucais seja realizado a troca da escova de dentes. As escovam podem abrigar  germes, fungos e até mesmo bactérias. Por isso as mesma devem ser lavadas com água corrente, retirar o excesso de água e guardada em um local seco e limpo.

escova de dentes (2)

Cuidados com a sua escova de dentes: 

  • Nada de deixar a escova ao relento no banheiro, guarde em um lugar limpo e na posição vertical;
  • Guarde sua escova  longe do vaso sanitário e lixeiras;
  • Lave as mãos antes de escovar os dentes;
  • Guarde sua escova individualmente;
  • Troque a sua escova de dentes após resfriado, gripe ou doenças;
  • Não seque sua escoa em toalhas, bata a escova para tirar o excesso de água. 

Cuide da sua escova de dentes, ela é a uma de suas “ferramentas” para garantir a sua higiene bucal! Só não vá esquecer de usar o fio dental e fazer aquela visita para o seu dentista a cada 6 meses.  :) 

Saiba mais
clareamento dental

Cuidados necessários durante o clareamento dental

Um sorriso branco é sinônimo de saúde e dentes bem cuidados, além de fazer toda a diferença na estética do paciente. Com a idade ou consumo de determinados alimentos e bebidas, nossos dentes podem ganhar um aspecto amarelado. Causando incomodo e até mesmo vergonha de sorrir.

O paciente que esta realizando ou realizou o clareamento deve tomar alguns cuidados para que o tratamento tenha resultado.

Confira dicas de como manter os seus dentes brancos:

Attractive woman is breaking a cigarette.
                    O famoso cafezinho em excesso pode causar o amarelamento dos dentes

Evitar alimentos e bebidas ácidas ou com grande concentração de corante:

Durante o tratamento, algumas bebidas e alimentos devem ser evitados para que o tratamento tenha êxito. Bebidas como vinho, café, açaí, refrigerante, chá e alimentos com temperos fortes podem comprometer o tratamento. Podendo causar o manchamento nos dentes.

Attractive woman is breaking a cigarette.
                                    O tabaco é um dos grandes vilões para a saúde bucal.

Fumar:

Durante o tratamento não se deve fumar. Assim como os alimentos citados anteriormente, o cigarro causa o amarelado nos dentes. O ideal é que o paciente deixe o hábito de fumar, uma vez que o tabaco não só amarela os dentes como também contribui para doenças bucais.

Saúde Bucal

Higiene bucal é essencial para quem deseja dentes brancos.

Higiene bucal correta:

É essencial que o paciente escove os dentes e use o fio dental corretamente. O cirurgião – dentista poderá indicar o creme dental não só durante, mas também após o tratamento.

E depois do tratamento?

Uma vez que o clareamento dental é feito, o paciente deve ainda ter cuidados a fim de manter o branco nos dentes:

* Evitar o excesso de alimentos e bebidas com corante. Ao ingerir esses alimentos, escovar os dentes;

* Abandonar o hábito de fumar;

* Higiene bucal correta, não se esquecendo de usar fio dental e escovar a língua;

* Visitar o dentista regularmente;

Ainda tem dúvidas? Tem interesse em fazer o clareamento dental? Entre em contato conosco e marque sua avaliação.

Saiba mais
aparelho lingual

Conheça o Aparelho Ortodôntico Lingual

O tratamento ortodôntico não se resume apenas no famoso aparelho metálico, a ortodontia está em constante  evolução, não só funcional mas estético também. Hoje com a ortodontia moderna encontramos diversas opções para aqueles que  tem receio ou por comprometer o sorriso ou desconforto no uso.  

O aparelho lingual é o aparelho é uma ótima opção para aqueles que desejam passar pelo tratamento ortodôntico sem comprometer a aparência do sorriso. Diferente dos aparelhos convivências, os barquetes são fixados na parte interna dos dentes. Sendo assim, imperceptível ao sorrir. 

E para os mais temerosos, o aparelho lingual não é mais incomodo que os demais aparelhos ortodônticos. Sendo apenas uma questão de adaptação do paciente.  O mesmo vale para o tempo de tratamento, onde vai depender do caso de cada paciente.  

Ficou interessado? Saiba mais sobre o aparelho baixando nosso e-book:

Saiba mais
aparelho estético

Aparelho Ortodôntico Estético

Vivemos em um tempo onde o facebook e  outras redes sociais é uma febre entre todas as idades. Entre elas encontramos adeptos da famosa selfie. Tirar fotos se tornou algo natural e corriqueiro. E nada melhor do que registrar os seus melhores momento com um sorriso bonito no rosto.

O tratamento ortodôntico  tem finalidade desde tratamentos simples, como a manutenção de espaços nos casos de perda prematura de dentes até casos mais complexos.  Muitos desconhecem, mas atualmente há diversos tipos de aparelhos ortodônticos. Entre eles temos o aparelho estético. Ideal apara aqueles que desejam estar passando pelo tratamento mas de forma discreta.

A primeira coisa que muitos pensam ao ouvir em aparelho ortodôntico é naquele famoso sorriso metálico, as famosas borrachinhas coloridas. Muitos desconhecem a existência de aparelhos ortodônticos para aqueles que desejam passar pelo tratamento mais de forma discreta. O aparelho estético é feito de materiais translúcidos que tornam o uso do aparelho quase imperceptível.

O grande diferencial do aparelho estético é o seu material. Os braquetes que imitam a cor do dente podem ser encontrado em 3 tipos de materiais:

* Policarbonato: comparado aos demais materiais é menos resistente, em tratamentos de longa duração pode começar a amarelar e tem um alto atrito. Entretanto os braquetes são mais baratos que os outros oferecendo uma boa relação custo-benefício.

* Porcelana: possui coloração opaca, o material é bastante resistente, onde raramente há a quebra ou descolagem dos braquetes.

* Safira: por possuir material translúcido, resistentes ao descolamento e quebra. Apresenta um resultado estético superior ao dos outros materiais.

O aparelho estético pode ser usado para o tratamento de diversos tipos de mal oclusão dos pacientes. Por isso é importante fazer a avaliação e diagnóstico preciso com o seu ortodontista.

É importante citar que o aparelho estético não é inferior ou superior ao aparelho convencional. Ambos possuem resultados bem sucedidos como com outro tipo de aparelho, à sua diferença está ligada a estética e custo. Como por exemplo, o aparelho estético com braquetes de safira, citado anteriormente.

Outro fato importante sobre o aparelho estético são as borrachinhas ou ligaduras. Apesar de serem transparentes ou de cor leitosa, podem ficar amareladas com bastante facilidade se o paciente possuem hábitos como: fumar, ingerir alimentos como café, vinho ou com muito corante. Sendo necessário que o paciente faça a troca das ligaduras sempre que achar necessário.

Os aparelhos estéticos estão em constante evolução, e é sem dúvida uma ótima opção para quem deseja manter a estética e precisa do tratamento ortodôntico.

Saiba mais
limpeza dentária

Prevenção: Limpeza dentária

Escovar os dentes e usar o fio dental é indispensável para saúde bucal. Isso é o básico para quem deseja evitar problemas como a cárie. Entretanto isso não é o bastante!   Visitar o dentista é algo que deveria estar entre a rotina e prioridades da população.  Mas, infelizmente, é negligenciado por muitos.  Em 2015 o IBGE divulgou que mais da metade (cerca de 55,6% ) da população brasileira com mais de 18 anos não visitam o dentista. A grande maioria acredita que a visita ao dentista deve ser feita apenas quando o dente começa a doer.

É como diz o famoso ditado: “Prevenir é melhor que remediar”. E quando se trata da sua saúde bucal não poderia ser diferente. Não só para sua saúde mas para o seu bolso e tempo. Entre as prevenções está a limpeza dentária.

A limpeza é feita pelo dentista, seja com instrumentos manuais ou por meio do aparelho de ultrassom odontológico, com o qual  é removido o tártaro ou placa bacteriana que se acumulam na borda da gengiva (supragengival) ou abaixo da borda gengival (subgengival).

MAS COMO SABER SE TENHO TÁRTARO OU PLACA BACTERIANA? 

Primeiro é importante diferenciar o que é tártaro e o que é placa bacteriana.

A placa bacteriana é uma das principias responsáveis pela cárie e gengivite. É uma película incolor que consiste em restos de alimentos e bactérias que se acumulam nos dentes. Pode ser facilmente removida com uma higiene bucal correta. Quando não removida, endurece na superfície do dente causando o tártaro. Uma vez nesse estágio se torna impossível  a remoção do mesmo com  escova de dentes e fio dental. O tártaro por sua vez pode apresentar uma coloração entre o marrom e amarelado nos dentes. O tártaro pode ser visto nos dentes quando acumulado nas bordas da gengiva.  Entretanto vale lembrar o tártaro também pode acumular abaixo da gengiva, conhecido como subgengival, tornando-o imperceptível nos dentes.

A placa e tártaro além da cárie causam mau hálito, retração gengival e levar a perda dos dentes.

Lembre-se:

  • Escovar os dentes e a língua diariamente depois de cada refeição. A escoação deve ter duração de 2 minutos no mínimo;
  • Usar o fio dental nos dentes antes ou depois da escovação;
  • Evitar alimentos com muito açúcar ou amido;
  • Visitar o dentista periodicamente. No mínimo a cada seis meses;

A limpeza dentária é uma uma prevenção para sua saúde, evitando doença bucais e periodontais. Maque sua avaliação e saiba como cuidar dos seu sorriso !

Saiba mais
Halitose

Mau Hálito: Causas e Prevenção

Também conhecido como halitose,  o mau hálito causa desconforto e constrangimento dos dois lados. De quem possui o mau hálito e das pessoas em sua volta.  Por exemplo,  você já passou por  uma situação na qual não sabia como dizer a um amigo  que ele tinha mau hálito? Ou até mesmo vice-versa? Onde alguém já disse “discretamente” que o seu hálito não estava lá muito agradável? Pois é!

Erroneamente, muitos associam a causa do mau hálito ao estômago, mas as causas podem estar ligada a uma má higiene bucal, fumo ou consumo de álcool, boca seca, problemas gastrointestinais, e até doenças de rim, fígado ou pulmão.  A visita ao médico ou dentistas é recomendável para ter diagnostico preciso e tratamento.

Na maioria dos caos o  mau hálito se inicia pela boca. É comprovado pela medicina de que 90 a 95% das causas desse problema são gerados na boca, sendo que, na maioria das vezes, a língua é a grande responsável pelo odor desagradável devido a uma má higiene bucal,  doenças periodontais e placa bacteriana na língua conhecido como saburra.  A saburra pode ser facilmente removida usando a própria escova de dente, sem creme dental. Com movimentos leves, basta escovar a língua com movimentos suaves “varrendo” a saburra da língua.

Além da saburra,  um dos fortes causador do mau hálito é o cáseos amigdalianos. São “massinhas viscosas” com odor desagradável  que se formam em pequenas cavidades existentes nas amígdalas . Podendo ser expelido durante a fala, tosse ou espirros.

Veja abaixo algum dos causadores do  mau hálito: 

  • Tabagismo 
  • Boca seca 
  • Infecções 
  • Má higiene bucal
  • Diabetes
  • Problemas gastrointestinais 

Prevenção :

O paciente deve passar por uma avaliação antes de mais nada para saber a real causa do mau hálito. Como vimos anteriormente, os problemas e causas são diversos, por isso é necessário o diagnostico completo em mão do seu dentista.

A prevenção é a higiene bucal: Uma escovação correta e o uso do fio dental e escovar a língua para remover a saburra e bactérias causadoras do mau halito. Além da visita regular ao dentista e a limpeza profissional nos dentes são soluções para combater o mau hálito.

Você sofre com o  mau hálito? Tem dúvidas? Entre em contato conosco, contamos com uma equipe de profissionais prontos para cuidar da sua saúde bucal.

Saiba mais

Você sabe o que é tártaro? Conheça as causas e tratamentos

Você já ouviu falar de tártaro?  Ainda há quem acredite que problemas bucais se resumem em dor de dente causada pela cárie. O que muitos desconhecem é que a falta de higiene bucal tem como consequências doenças bucais além de uma cárie nos dentes. O habito de uma boa higiene bucal pode prevenir problemas sérios para a sua saúde, e entre elas o tártaro.

O tártaro ou cálculo dental é a placa bacteriana que somente pode ser removida pelo dentista uma vez que endurece na superfície dos dentes. O tártaro pode se apresentar de duas formas:

O tártaro supragengival  pode ser notado manchar e regiões escuras no dente nas bordas da gengiva. Faça o teste: Olhe seus dentes no espelho e veja se na região próxima a gengiva há coloração amarelado ou marrom com um aspecto poroso nos dentes.  Entretanto é importante dizer que o tártaro também pode se acumular abaixo da borda gengiva, nesse caso sendo conhecido como subgengival, tornando-se “invisível” sem diagnostico do seu dentista.

Além de comprometer a saúde bucal, afetando gengiva e os dentes, afeta também a estética dos dentes, podendo apresentar uma cor marrom ou amarela nos dente próximo a gengival e, consequentemente, compromete o sorriso do paciente.

 

imagem

O tártaro  pode causar gengivite, uma inflamação na gengiva que causa inchaço e sangramento. E, uma vez não tratado pode levar a perda dos dentes do paciente. O acumulo de tártaro é um dos fatores que influenciam o surgimento do mau hálito, causando desconforto e constrangimento.

Alguns paciente podem ser mais propensos  ao1 acumulo de tártaro, mesmo com a higiene bucal em dia. Sendo assim, a visita ao dentista deve ser feita a cada 4 meses para estar realizando uma limpeza profissional.

O tratamento é feito pelo dentista, onde é removido com o auxilio  instrumentos manuais para a raspagem do tártaro. Para evitar o surgimento do tártaro a higiene bucal deve ser uma prioridade. Abandonar o hábito de fumar,  escovar os dentes a cada refeição com duração no mínimo de 2 minutos, usar o fio dental e não deixar de visitar o dentista regularmente. Esses são passos simples que podem evitar não só o tártaro mas outras doenças periodontais como: placa bacteriana, gengivite, cáries,  mau hálito, sensibilidade nos dentes.

 

Saiba mais